Procrastinação: a Arte de Deixar as Coisas para Depois

19/08/2014

 

A palavra procrastinação significa "deixar para fazer algo depois", "prolongar", "adiar". A procrastinação ataca pessoas de todas as ocupações. Sob a pressão de notas e metas a serem alcançadas, alunos adiam escrever seus trabalhos e relatórios ou estudar para os exames por vir. Profissionais que deixam para o último minuto, ou até mesmo desistem de projetos importantes, ou o simples exemplo de tarefas de casa (limpar a garagem, arrumar o quarto) que você vive adiando.

 

 

As bases emocionais da procrastinação envolvem sentimentos internos difíceis, medos, esperanças, memórias, sonhos, dúvidas e geralmente muita pressão. Apesar disso, é muito comum que pessoas que procrastinam não tenham essa consciência do que esteja acontecendo por debaixo da pele, porque eles usam a procrastinação justamente para fugir de tais sentimentos desconfortáveis.

 

Pode até ser difícil de admitir a princípio, mas para um procrastinador é menos complicado julgar-se por adiar as coisas e se enrolar, e portanto se criticar negativamente, do que tolerar os sentimentos de vulnerabilidade subjacentes, e exposição aos sentimentos de dar o melhor de si mesmo, tentar e fazer a tarefa, e acabar no território de seus medos da falha e da imperfeição.

 

Uma outra base da procrastinação é a complicada relação que o procrastinador tem com a experiência de "tempo". Geralmente quem procrastina, tem uma experiência de 'tempo mental' que não está de acordo com o tempo real do relógio.

 

A procrastinação torna-se um problema, quando você percebe que adiar a conclusão ou início de tarefas importantes estão constantemente sendo deixadas para depois e elevando o seu nível de estresse e afetando a sua performance.

 

Para quem procrastina, a procrastinação muitas das vezes é percebida como um fenômeno que parece ter uma vida própria e que controla a vida do proscrastinador. É como se a pessoa estivesse presa por essa tal 'força' que a impede de dar o próximo passo, e se motivar eficazmente para o desempenho de tarefas.

 

 

 

 

 

 

PENSAMENTOS TÍPICOS DO CICLO DA PROCRASTINAÇÃO

 

1) "Eu vou começar cedo dessa vez"

É comum que procrastinadores têm uma esperança de que tudo vai dar certo acima da média. pelo menos em uma fase inicial. Apesar de não se sentir motivado para iniciar as tarefas necessárias de forma imediata, o procrastinador acredita que o começo irá ocorrer de certa forma, espontaneamente, a partir de um sentimento de fazer.

 

 

2) "Eu tenho que começar logo"

Nesta estapa a lua de mel com a idéia que o início perfeito era promissor já acabou. O tempo já passou um pouco, e a pressão e ansiedade de que o tempo está passando já é aparente.

 

 

3) "E se eu não começar?"

Nesta etapa o otimismo já foi trocado pelo prenúncio de algo pode dar errado.

 

4) "Ainda tem tempo"

Apesar de se sentir envergonhado por estar agindo assim, culpado, ou de certa forma se sentindo uma fraude e/ou despreparado, pensamentos divergentes desta experiência ainda promovem a sensação de que ainda há tempo de pôr ordem na casa. Enquanto isso o relógio real está funcionando como sempre.

 

5) "Tem algo de errado comigo"

É comum que nesta etapa os procrastinadores se desesperem. Suas boas intenções não funcionaram. A culpa, a esperança, a vergonha, a cobrança e o sofrimento também não funcionaram. A preocupação de ter que arregaçar as mangas e partir para a performance torna-se a preocupação de que existe algo de errado com ele mesmo.

 

6) "A Decisão Final: Fazer ou Não Fazer?"

Nesta etapa, após realizar-se que muito tempo já se passou, você decide se você prossegue pelo amargo e enfrenta essa criada e esperada batalha, ou se você abandona o navio de vez.

 

 

Em próximos artigos eu vou continuar essa série de textos específicos para a educação do que é a Procrastinação, como ela surge como um inimigo da boa performance e do bem-estar psicológico.

 

 

 

TEXTO: Vitor Friary

Especialista em Terapia Cognitiva e Comportamental e

Terapia de Aceitação e Compromisso

Rio de Janeiro

www.vitorfriary.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Destaque

O que são Valores em Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT)?

06/11/2014

1/4
Please reload

Recente
Please reload

Siga-me
  • Facebook Classic
Palavras-Chave
Please reload

© 2020 by VITORFRIARY.COM

Telefone para marcação de consultas: (21) 2523-9572 / (21) 97030-0770